Em meio a erros e acertos saiba quais são as melhores e piores companhias aéreas dos Estados Unidos

Não é de hoje que os clientes das operadoras De linhas aéreas norte- americanas, vêm enfrentando uma série de desajustes durantes os voos. Os serviços das administradoras de linhas aéreas vêm se tornando mais baratos, é verdade. Porém, em contrapartida percebe – se uma série de atrasos, descaso com as bagagens, sem contar na tripulação ineficiente.

Durante o ano de 2014 os passageiros que utilizaram as linhas aéreas operadas nos ares dos Estados Unidos tiveram que enfrentar cerca de 66 mil voos cancelados a mais do que o mesmo período em 2013. Como não poderia deixar de ser, as reclamações aumentaram cerca de 26%, é o que conta o site especializado FlighStats Inc.

Bem verdade que o clima não ajudou muito as operadoras de linhas aéreas. Cerca de 30% desses voos foram cancelados devido às más condições meteorológicas. Diante disso, os atrasos destas linhas aéreas são geralmente ocasionados pela falta de equipamentos dos aeroportos e não necessariamente problemas envolvendo as companhias.

O que se sabe é que as operadoras de linhas aéreas norte-americanas fizeram apostas altas em 2014. Com margens de lucros maior e menor preço de combustível, as gerenciadoras de linhas aéreas estão realizando uma série de investimentos maciços em novas tecnologias.

Por outro, os números da aviação comercial norte – americana mostram que este setor ainda precisa evoluir muito. Muitas falhas geradas por parte das operadoras de linhas aéreas fizeram com que diversos clientes esperassem por mais de um dia em terminais aeroportuários, por exemplo.

Em meio aos erros e acertos, o ranking anual The Middle Seat, fez classificação das melhores e piores operadoras de linhas aéreas dos Estados Unidos. Critérios como desempenho e custo- benefício foram avaliados.

As duas melhores operadoras de linhas aéreas dos EUA, segundo o ranking, são a Alaska Airlines e a Virgin American.

A primeira delas vem investindo em tecnologia, foi responsável pela criação de sistemas que permitem localizar aeronaves em situações de extremo nevoeiro, além de sistemas que garantem a entrega de bagagem em até 20 minutos.

A operadora de linhas aéreas Virgin American destacou – se durante o ano passado por criar um programa de incentivo aos seus colaboradores que oferece bônus de 3% para pontuações em áreas como operações de aeronaves, satisfação dos passageiros em voos e segurança.

Do outro lado da lista estão duas conhecidas dos brasileiros, a United e Americam Airlines. São estas duas operadoras de linhas aéreas que ocupam as piores colocações.

Atrasos em voos, bagagem extraviada, overbook e reclamações das mais variadas situações são constantes nestas empresas.

source: http://avianca.edestinos.com.br