Secretaria de Aviação Civil recomenda privatização do novo aeroproto do Rio grande do Sul

A Secretaria de Aviação Civil (SAC) acaba de anunciar que, após analisar a proposta enviada pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul, emitiu nota técnica recomendando que empresas privadas sejam responsáveis pela construção do novo aeroporto localizado na região Metropolitana de Porto Alegre.

aeroproto do Rio grande do Sul

A nota afirma que entregar concessões à iniciativa privada representa a melhor solução para o futuro aeroporto do Rio Grande do Sul.

A Secretaria também afirma que a construção de um novo aeroporto se faz necessário, uma vez que o Salgado Filho já está operando voos quase no limite de sua capacidade.

A partir da emissão da nota, o próximo passo é a realização de estudos técnicos para averiguar todas as variáveis e viabilidades econômicas da construção. Requisitos como valores necessários, impedimentos e soluções ambientais deverão ser analisados.

O novo aeroporto gaúcho estará localizado no município de Portão – cidade localizada a cerca de 50 km da capital Porto Alegre.

A Secretaria de Aviação Civil afirma que o Aeroporto Salgado Filho já está operando seus voos no limite de sua capacidade. Segundo a análise, a concessão seria a forma mais rápida e menos burocrática para garantir investimentos básicos que possam cobrir os gastos iniciais da obra.

Com base nas notas emitidas pela SAC, o do Departamento Aeroportuário do Rio Grande do Sul sugere através de estudo que os dois aeroportos gaúchos (Salgado Filho e Portão) sejam entregues para a iniciativa privada.

Em contrapartida à nota da Secretaria de Aviação Civil, o governador Tarso Genro anunciou que o estado pretende iniciar, ainda nas próximas semanas, a contratação das empresas que realizarão estudos técnicos recomendados pela estatal. O governo gaúcho também afirma que a estimativa de investimento para a construção do novo aeroporto está prevista em R$ 4 bilhões.

Sobre o Aeroporto Salgado Filho

O Aeroporto Internacional Salgado Filho está localizado na capital Porto Alegre. Atualmente possui capacidade para até 153 milhões de passageiros ao ano. O terminal está operando voos com sua capacidade no limite, pois, devido às características geográficas não é possível a criação de mais pistas.

O aeroporto possui uma vizinhança altamente urbanizada o que também impede sua ampliação. Sistemas mais avançados de pouso para aeronaves não podem ser instalados, uma vez que não há espaço para tais.

aeroproto do Rio grande do Sul