Pesquisa aponta como o mercado de passagens aéreas se comportará em 2015

Avianca Ainda é fevereiro e já é possível observar um aumento no número de voos internacionais saídos do Brasil, as operadoras de linhas aéreas possuem 70 novos voos com destino ao exterior. A relação é feita com o mesmo período do ano anterior. Além disso, uma nova companhia aérea promete facilitar a vida dos clientes que amam o Caribe, criando novas rotas para a região paradisíaca. Estes são alguns dos dados fornecido por uma recente pesquisa sobre o mercado da aviação civil nacional.

Entre as principais novidades que a pesquisa informa e que envolve operadoras de linhas aéreas é possível constatar que o número de voos internacionais subiu de 1.195 para 1.262 em comparação com o mesmo período de 2014. Também é verdadeiro afirmar que existem mais dezoito voos frequentes para o Panamá, voos operados Copa Airlines. Vale lembrar que o Panamá é um grande centro de conexão das Américas.

Segundo a pesquisa, todas as operadoras de linhas aéreas que atuam no Brasil aumentaram o número de voos internacionais. TAM Linhas Aéreas, Avianca, Gol Linhas Aéreas e o Grupo Latam foram as que mais crescerem em número de frequências. O grupo formado por TAM e LAN, por exemplo, já anunciou que aumentará o número de voos com destino ao Canadá. A nova rota sairá de São Paulo e fará escala em Nova York, tudo isso ainda no primeiro semestre de 2015.

Ainda falando em Canadá, quem deseja comprar passagens aéreas para o destino, basta esperar um pouco mais, pois além dos voos diários ligando São Paulo ao país, a operadora de linhas aéreas Air Canadá anunciou que, a partir de dezembro deste ano, operará três voos com frequência semanal entre as cidades do Rio de Janeiro e Toronto.

O ano de 2015 também será marcado pela entrada de uma nova operadora de linhas aéreas no Brasil. É a InselAir, que fará voos ligando a Manaus (AM) à Aruba. O pedido para operar tais linhas aéreas já foi entregue junto à Anac.

Aos amantes da Europa, as notícias também são animadoras, a TAM Linhas Aéreas já anunciou que ainda no primeiro semestre operará voos entre São Paulo e Barcelona. A TAP também anunciou que operará mais cinco voos com destino a Lisboa. Air France terá dois novos voos, Alitalia terá frequência diária saindo do Rio de Janeiro, a British operará três novos voos e a Swiss abrirá quatro novas frequências.

Com todas estas novidades é possível concluir que a concorrência ajudará a reduzir um pouco os preços das passagens aéreas. Além disso, nem todas as novas rotas criadas serão com destino às capitais, o que significa que os brasileiros poderão contar com destinos mais alternativos.

Avianca

Em meio a erros e acertos saiba quais são as melhores e piores companhias aéreas dos Estados Unidos

Não é de hoje que os clientes das operadoras De linhas aéreas norte- americanas, vêm enfrentando uma série de desajustes durantes os voos. Os serviços das administradoras de linhas aéreas vêm se tornando mais baratos, é verdade. Porém, em contrapartida percebe – se uma série de atrasos, descaso com as bagagens, sem contar na tripulação ineficiente.

Durante o ano de 2014 os passageiros que utilizaram as linhas aéreas operadas nos ares dos Estados Unidos tiveram que enfrentar cerca de 66 mil voos cancelados a mais do que o mesmo período em 2013. Como não poderia deixar de ser, as reclamações aumentaram cerca de 26%, é o que conta o site especializado FlighStats Inc.

Bem verdade que o clima não ajudou muito as operadoras de linhas aéreas. Cerca de 30% desses voos foram cancelados devido às más condições meteorológicas. Diante disso, os atrasos destas linhas aéreas são geralmente ocasionados pela falta de equipamentos dos aeroportos e não necessariamente problemas envolvendo as companhias.

O que se sabe é que as operadoras de linhas aéreas norte-americanas fizeram apostas altas em 2014. Com margens de lucros maior e menor preço de combustível, as gerenciadoras de linhas aéreas estão realizando uma série de investimentos maciços em novas tecnologias.

Por outro, os números da aviação comercial norte – americana mostram que este setor ainda precisa evoluir muito. Muitas falhas geradas por parte das operadoras de linhas aéreas fizeram com que diversos clientes esperassem por mais de um dia em terminais aeroportuários, por exemplo.

Em meio aos erros e acertos, o ranking anual The Middle Seat, fez classificação das melhores e piores operadoras de linhas aéreas dos Estados Unidos. Critérios como desempenho e custo- benefício foram avaliados.

As duas melhores operadoras de linhas aéreas dos EUA, segundo o ranking, são a Alaska Airlines e a Virgin American.

A primeira delas vem investindo em tecnologia, foi responsável pela criação de sistemas que permitem localizar aeronaves em situações de extremo nevoeiro, além de sistemas que garantem a entrega de bagagem em até 20 minutos.

A operadora de linhas aéreas Virgin American destacou – se durante o ano passado por criar um programa de incentivo aos seus colaboradores que oferece bônus de 3% para pontuações em áreas como operações de aeronaves, satisfação dos passageiros em voos e segurança.

Do outro lado da lista estão duas conhecidas dos brasileiros, a United e Americam Airlines. São estas duas operadoras de linhas aéreas que ocupam as piores colocações.

Atrasos em voos, bagagem extraviada, overbook e reclamações das mais variadas situações são constantes nestas empresas.

source: http://avianca.edestinos.com.br

Aeroporto Internacional Salgado Filho passará por leilão em 2015

Aeroporto Internacional Salgado Filho Passado o processo eleitoral e com a definição do novo governador o ministro da aviação civil, Moreira Franco anunciou medidas para o Aeroporto Internacional Salgado Filho (Porto Alegre).

O terminal gaúcho deve fazer parte da terceira fase de privatização dos aeroportos nacionais. O processo de concessões teve início durante o ano de 2012 e vem apresentando bons resultados. Os aeroportos de Guarulhos e Brasília são exemplos de sucesso destas medidas.

Durante as próximas semanas o Ministério da Aviação irá terminar uma série de estudos sobre o Aeroporto Internacional Salgado Filho. Juntamente com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) estão sendo avaliadas formas de reestruturação do aeroporto.

Além do Aeroporto Internacional Salgado Filho, outros terminais da Região Sul, Norte e Nordeste entrarão na lista de concessões.

Processos de concessões dos aeroportos brasileiros

Desde que teve início, o processo de concessões dos aeroportos brasileiros tem como objetivo fortalecer investimentos através da iniciativa privada. Com a privatização não é necessário abrir processos de licitações para qualquer mudança em infraestrutura, por exemplo.

De acordo com dados do Ministério da Aviação Civil, a partir dos processos de privatização dos aeroportos nacionais os investimentos tiveram um aumento significativo assim como, as administrações tornaram – se mais ágeis.

O Ministério da Aviação Civil informa que quando ocorrem processos licitatórios 51% das ações dos aeroportos são entregues à inciativa, ficando com a Infraero o restante das ações (49%). Hoje em dia, são cinco terminais concedidos, todos na região Sudeste e Centro – Oeste.

Os três primeiros aeroportos concedidos à iniciativa privada foram os de Guarulhos (São Paulo), Viracopos (Campinas) e Juscelino Kubitschek (Brasília). O leilão destes terminais ocorreu durante fevereiro de 2012 na Bolsa de Valores de São Paulo.

Segundo a lei, todos os aeroportos brasileiros que foram leiloados à iniciativa privada ficarão por vinte anos sob administração das concessionárias.

Aeroporto Internacional Salgado FilhoApós este período os terminais passarão ao controle absoluto da Infraero e caberá a ela decidir de abre novo leilão.

Ainda durante o ano de 2013 ocorreu uma segunda fase de concessões. Neste momento foram entregues a privados os aeroportos Antonio Carlos Jobim (Rio de Janeiro) e Tancredo Neves (Minas Gerais).

Secretaria de Aviação Civil recomenda privatização do novo aeroproto do Rio grande do Sul

A Secretaria de Aviação Civil (SAC) acaba de anunciar que, após analisar a proposta enviada pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul, emitiu nota técnica recomendando que empresas privadas sejam responsáveis pela construção do novo aeroporto localizado na região Metropolitana de Porto Alegre.

aeroproto do Rio grande do Sul

A nota afirma que entregar concessões à iniciativa privada representa a melhor solução para o futuro aeroporto do Rio Grande do Sul.

A Secretaria também afirma que a construção de um novo aeroporto se faz necessário, uma vez que o Salgado Filho já está operando voos quase no limite de sua capacidade.

A partir da emissão da nota, o próximo passo é a realização de estudos técnicos para averiguar todas as variáveis e viabilidades econômicas da construção. Requisitos como valores necessários, impedimentos e soluções ambientais deverão ser analisados.

O novo aeroporto gaúcho estará localizado no município de Portão – cidade localizada a cerca de 50 km da capital Porto Alegre.

A Secretaria de Aviação Civil afirma que o Aeroporto Salgado Filho já está operando seus voos no limite de sua capacidade. Segundo a análise, a concessão seria a forma mais rápida e menos burocrática para garantir investimentos básicos que possam cobrir os gastos iniciais da obra.

Com base nas notas emitidas pela SAC, o do Departamento Aeroportuário do Rio Grande do Sul sugere através de estudo que os dois aeroportos gaúchos (Salgado Filho e Portão) sejam entregues para a iniciativa privada.

Em contrapartida à nota da Secretaria de Aviação Civil, o governador Tarso Genro anunciou que o estado pretende iniciar, ainda nas próximas semanas, a contratação das empresas que realizarão estudos técnicos recomendados pela estatal. O governo gaúcho também afirma que a estimativa de investimento para a construção do novo aeroporto está prevista em R$ 4 bilhões.

Sobre o Aeroporto Salgado Filho

O Aeroporto Internacional Salgado Filho está localizado na capital Porto Alegre. Atualmente possui capacidade para até 153 milhões de passageiros ao ano. O terminal está operando voos com sua capacidade no limite, pois, devido às características geográficas não é possível a criação de mais pistas.

O aeroporto possui uma vizinhança altamente urbanizada o que também impede sua ampliação. Sistemas mais avançados de pouso para aeronaves não podem ser instalados, uma vez que não há espaço para tais.

aeroproto do Rio grande do Sul

Avianca Brasil recebe prêmio Laspa

Avianca BrasilQuem acompanha o universo do turismo deve estar percebendo que é chegada a época de premiações. Muitas cerimônias acontecem ao redor do mundo e algumas empresas conhecidas dos brasileiros estão recebendo horarias nestes eventos.

Desta vez, os holofotes se voltam para a Avianca Brasil, pois a companhia recebeu o prêmio de “melhor companhia aérea” – durante evento promovido pela GCSM ( Global Coucil of Sales Marketing). O prêmio LASPA ( Latin American Sales Personality Award) visa reconhecer pessoas e entidades que destacaram – se no setor. A empresa recebeu o reconhecimento pelos serviços oferecidos durante os voos operados no país.

O presidente da companhia – José Efromovitch estava presente par receber o prêmio e conversou com a imprensa. Na ocasião o executivo salientou que a Avianca vem investindo pesado nas melhorias para seus voos. Segundo o presidente, toda a equipe Avianca deve se sentir orgulhosa pelo prêmio, uma vez que o sucesso de um voo não se faz apenas por elementos técnicos, as pessoas são fundamentais para o ótimo desempenho da empresa.

José Efromovitch garante que os voos da Avianca Brasil estarão cada vez melhores, pois constantemente estão sendo treinados novos funcionários a fim de gerar experiências positivas.

A Avianca Brasil

Antigamente conhecida como OceanAir, a Avianca Brasil é uma companhia brasileira fundada em 1998. Sua sede está localizada na cidade de São Paulo. A companhia faz parte do grupo colombiano Avianca Holding, que opera linhas aéreas sob a gerência do Synergy Group. Possui uma frota de 40 aeronaves e opera 28 voos para diversos destinos nacionais.

Inicialmente começou as suas atividades operando voos particulares. Possuía como principais clientes executivos e operários da indústria petrolífera do Rio de Janeiro.

Durante o ano de 2002 recebeu autorização para começar operar linhas aéreas comerciais com a colaboração do grupo Rio Sul, antiga Varig.

Os primeiros voos da empresa, depois de ter virado companhia de aviação civil foram operados para cidades que não possuíam nenhum tipo de assistência das concorrentes. Desta forma, conseguiu aumentar substancialmente o número de linhas aéreas operadas pelo País.

Atualmente, a Avianca Brasil é responsável por operar 25 destinos domésticos e uma linha aérea internacional. A primeira rota rumo ao exterior possui destino à Colômbia. O voo possui frequência de duas vezes semanais e liga a capital pernambucana, Recife a capital colombiana, Bogotá.

Avianca Brasil

Nova frequência da Avianca para João Pessoa

 Avianca para João PessoaA Avianca Linhas Aéreas proporcionou um novo voo para o Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto, na Região Metropolitana de João Pessoa. A confirmação da operação foi realizada na segunda-feira (7) pelo superintendente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Alexandre Oliveira.

O início das operações acontecerá no dia 16 de dezembro, com chegada do Rio de Janeiro a João Pessoa às 23h55. O retorno à capital carioca acontece às 5h. A Avianca opera um voo direto para Brasília, com chegada a João Pessoa às 14h50 e retorno às 15h30. Oliveira revelou certa resistência da Infraero com relação ao horário de operação dos voos, já que o orgão tem trabalhado juntamente com as companhias de linhas aéreas para ocupar o aeroporto no horário intermediário entre a manhã e tarde, já que o Aeroporto conta atualmente com um período de 15 horas sem voos. O executivo da Infraero comentou: “Estamos negociando a ocupação desses horários, mas é uma operação não muito fácil, pois depende da disponibilidade de outros aeroportos”. Para além da Avianca, outra companhia de linhas aéreas iniciará a operação de voos extras durante o período de alta estação, a TAM contará com um voo que chegará do Rio de Janeiro às 18h, com retorno às 19h28. A Azul Linhas Aéreas também pediu autorização para operar voos extras, mas ainda não foi liberada pela Infraero.

A Avianca Brasil é uma companhia de linhas aéreas comerciais brasileira, com sede na cidade de São Paulo e pertecente ao Synergy Group, também controlador das empresas aéreas AviancaTaca, AeroVip e Aerogal. O grupo é comandado pelo empresário Germán Efromovich. Em 2004 foi comprada pela empresa colombiana Avianca, a mais antiga companhia de linhas aéreas das américas e segunda mais antiga do mundo, junto a Julio Mario Santo Domingo e seu grupo empresarial Bavaria, de onde surgiu a Synergy Aerospace, que posteriormente compraria a VIPSA do Equador, Aerogal do Equador, SAM da Colombia e se fundiria com a TACA em 2010. Em seguida iniciou um agressivo plano de expansão, dando início às rotas internacionais, operadas com dois modelos Boeing 767-300ER adquiridos da United Airlines e um Boeing 757-200 adquirido na França, este posteriormente equipado com winglets. Em 26 abril de 2010 o nome foi definitivamente trocado para Avianca Brasil, com a imediata padronização de cores.

 Avianca para João Pessoa

Avianca Linhas Aéreas terá novo voo para João Pessoa

Avianca Linhas AéreasA companhia de linhas aéreas Avianca passará a operar dois voos no Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto, na Região Metropolitana de João Pessoa. Na última segunda-feira, dia 7 de Outubro, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) confirmou a operação do novo voo, que se iniciará a partir do dia 16 de Dezembro. O voo tem partida no Rio de Janeiro, com chegada às 23h55, no sentido contrário, o voo aterrisa às 5h do dia seguinte. A Avianca opera um voo direto para Brasília, com chegada a João Pessoa às 14h50 e retorno às 15h30.

O superintendente da Infraero, Alexandre Oliveira, disse que o horário não é desejado pelo orgão, que busca junto às companhias de linhas aéreas, ocupar o aeroporto no horário intermediário entre a manhã e tarde. O Aeroporto Castro Pinto tem atualmente cerca de 15 horas de ociosidade sem voos. Oliveira comentou: “Estamos negociando a ocupação desses horários, mas é uma operação não muito fácil, pois depende da disponibilidade de outros aeroportos”, concluiu.

Avianca Linhas AéreasA TAM será outra companhia de linhas aéreas que iniciará a operação de novos voos extras durante a alta temporada a partir do dia 27 de Dezembro. O novo voo chegará do Rio de Janeiro às 18h, com retorno às 19h28. A Azul Linhas Aéreas também pediu autorização para operar voos extras, mas ainda não recebeu a liberação.

A Avianca Brasil é uma companhia de linhas aéreas comerciais brasileira, com sede na cidade de São Paulo e pertecente ao Synergy Group, também controlador das empresas aéreas AviancaTaca, AeroVip e Aerogal. O grupo é comandado pelo empresário Germán Efromovich. A Avianca Brasil iniciou suas atividades como empresa de táxi-aéreo, denominada OceanAir. Em 2002 recebeu autorização do DAC (atual ANAC) para operar linhas em colaboração com a Rio Sul, do antigo grupo VARIG, de quem herdou rotas e aeronaves. Passou a operar voos para cidades rejeitadas pela antiga parceira, operando apenas voos regionais, porém ampliou rapidamente sua malha. Em 2004 foi comprada pela empresa colombiana Avianca, a mais antiga companhia de linhas aéreas das américas e segunda mais antiga do mundo, junto a Julio Mario Santo Domingo e seu grupo empresarial Bavaria, de onde surgiu a Synergy Aerospace, que posteriormente compraria a VIPSA do Equador, Aerogal do Equador, SAM da Colombia e se fundiria com a TACA em 2010. Em seguida iniciou um agressivo plano de expansão, dando início às rotas internacionais. Em 26 abril de 2010 o nome foi definitivamente trocado para Avianca Brasil, com a imediata padronização de cores.

Avianca anuncia oficialmente voos entre POA e Lima

AviancaA companhia de linhas aéreas Avianca anunciará oficialmente nesta próxima quarta-feira, dia 07 de Agosto, ao prefeito da cidade de Porto Alegre, José Fortunati,a ampliação da frequência de voos entre a capital gaúcha e Lima. O anúncio será feito pelo diretor da Divisão Internacional da empresa de linhas aéreas, Ian Gillespie. O executivo será recebido pelo prefeito no Paço Municipal, acompanhado do secretario municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes.

A partir do dia 15 de Novembro os voos entre as duas cidades tornar-se-ão diários. Atualmente, a frequência da rota é de três voos semanais entre as capitais do estado do Rio Grande do Sul e do Peru. Os voos diretos de Porto Alegre até Lima entraram em operação com três frequências semanais no dia 3 de dezembro de 2009 pela Taca, empresa salvadorenha que teve sua fusão com a colombiana Avianca concluída no início de fevereiro de 2010, originando a Avianca-Taca Limited, nova companhia de linhas aéreas sediada nas Bahamas.

AviancaAvianca é uma companhia de linhas aéreas da Colômbia, sendo a mais importante do país. Foi a primeira empresa de linhas aéreas comercial de passageiros fundada na América e a segunda no mundo. É a sexta maior companhia na América Latina. Atualmente pertence ao grupo AviancaTaca que controla a brasileira Avianca Brasil, antiga OceanAir. Todas estas são subsidiárias da holding Synergy Group.

Em 1981 as possibilidades de serviço em terra para os passageiros em Bogotá se ampliaram graças ao moderno terminal aéreo que a Avianca pôs em funcionamento. Em 1994 estabeleceu-se uma aliança estratégica que vinculou a três das empresas mais importantes do setor aeronáutico: a Avianca, a SAM (Sociedade Aeronáutica de Medellín) e a Helicol (Helicópteros Nacionais da Colômbia), o que deu vida ao Sistema Avianca. O Sistema Avianca contou com serviços especializados nas áreas de carga (Avianca Carga) e correio (Serviços Postais, logo sob a marca Deprisa), assim como com a frota de aeronaves mais moderna da América Latina.

Avianca disponibilizará voos diários entre POA e Lima

AviancaA empresa de linhas aéreas Avianca anunciou recentemente que a partir de 15 de novembro, os voos diretos entre Porto Alegre e Lima, no Peru, serão diários. Atualmente a companhia de linhas aéreas conta com uma frequência de três voos semanais entre os dois destinos.

O anúncio oficial da empresa de linhas aéreas foi feita na última quarta-feira, dia 24, pelo diretor da Divisão Internacional da aérea, Ian Gillespie, para o secretário municipal de Turismo de Porto Alegre, Luiz Fernando Moraes. A oficialização do anúncio acontecerá no dia 7 de agosto em reunião com o prefeito de POA, José Fortunati.

De Peru para porto Alegre, a aeronave da companhia de linhas aéreas Avianca, partirá às 23h02 com pouso no Salgado Filho às 5h58. No sentido oposto, de Porto alegre para Lima, o voo diário sairá às 6h33, pousando em Lima às 9h32. O principal objetivo da empresa é o de atender os segmentos corporativo e de turismo com mais oportunidade de conexões, como o voo direto que opera entre Lima e Miami, nos Estados Unidos, desde o dia 15 deste mês. Os voos são operados em aeronaves Airbus A330, com 252 assentos, que decolam diariamente da capital peruana às 10h04.

AviancaDesde 3 de Dezembro de 2009 que a Taca, empresa de linhas aéreas que futuramente iria fundir-se com a Avianca, opera voos diretos entre a capital gaúcha e Lima. O Processo de fusão aconteceu no início de Fevereiro de 2010, originando a Avianca-Taca Limited, nova companhia sediada nas Bahamas.

A Avianca Brasil é uma companhia de linhas aéreas comerciais brasileira, com sede na cidade de São Paulo e pertecente ao Synergy Group, também controlador das empresas aéreas AviancaTaca, AeroVip e Aerogal. O grupo é comandado pelo empresário Germán Efromovich. Em 2004 foi comprada pela empresa colombiana Avianca, a mais antiga companhia de linhas aéreas das américas e segunda mais antiga do mundo, junto a Julio Mario Santo Domingo e seu grupo empresarial Bavaria, de onde surgiu a Synergy Aerospace, que posteriormente compraria a VIPSA do Equador, Aerogal do Equador, SAM da Colombia e se fundiria com a TACA em 2010. Em seguida iniciou um agressivo plano de expansão, dando início às rotas internacionais, operadas com dois modelos Boeing 767-300ER adquiridos da United Airlines e um Boeing 757-200 adquirido na França, este posteriormente equipado com winglets.

Avianca fará parte da Star Alliance

Avianca Star AllianceNa última segunda-feira, dia 22 de Abril, durante evento “Abav-RJ de Portas Abertas” Marcelo Figueiredo, gerente Regional Sudeste da Avianca, anunciou que a Avianca Brasil irá ingressar na Star Alliance até o primeiro trimestre de 2014. Para que a adesão da companhia de linhas aéreas se concretize, falta ainda o ingresso no Sistema GDS, ou Computer Reservations System (CRS) como é conhecido em inglês.

O executivo comentou: “É o primeiro passo para entrarmos na Star Alliance como a Avianca Internacional. Quanto o sistema GDS, já estamos formando uma equipe de 150 funcionários que usará o serviço da Amadeus”. Figueiredo disse que a intenção da empresa de linhas aéreas é de integrar o cartão de pontos com o cartão internacional, já que essa fusão vai aumentar a capacidade da companhia frente a concorrência.

Para 2013, a intenção da companhia de linhas aéreas é a de crescer 30% em relação a 2012. Segundo, o executivo, o último ano foi muito bom, mas em 2013 a empresa estima um crescimento mais contido. Figueiredo disse que em 2013, a empresa irá adquirir sete novos Airbus, ficando apenas com um MK28, isto para que no ano de 2014, a Avianca conte com uma frota mais uniforme.

A Avianca Brasil é uma companhia de linhas aéreas comerciais brasileira, com sede na cidade de São Paulo e pertecente ao Synergy Group, também controlador das empresas aéreas AviancaTaca, AeroVip e Aerogal.

Em 2004 foi comprada pela empresa colombiana Avianca, a mais antiga companhia de linhas aéreas das américas e segunda mais antiga do mundo, junto a Julio Mario Santo Domingo e seu grupo empresarial Bavaria, de onde surgiu a Synergy Aerospace, que posteriormente compraria a VIPSA do Equador, Aerogal do Equador, SAM da Colombia e se fundiria com a TACA em 2010. Em seguida iniciou um agressivo plano de expansão, dando início às rotas internacionais, operadas com dois modelos Boeing 767-300ER adquiridos da United Airlines e um Boeing 757-200 adquirido na França, este posteriormente equipado com winglets.

O confuso ano de 2008 marcou a companhia de linhas aéreas, com um code-share e aquisição das operações da BRA, o que variou ainda mais a diversificada frota da empresa, que ia dos pequenos Brasília até Boeing-767. Assim com baixa rentabilidade e aumento nos custos operacionais dos voos, a OceanAir manteve apenas os Fokker, eliminando rotas regionais e internacionais. Em 26 abril de 2010 o nome foi definitivamente trocado para Avianca Brasil, com a imediata padronização de cores.

Avianca Star Alliance